quinta-feira, 26 de abril de 2012

Escolher os nomes dos filhos

Essa é uma tarefa muito séria, que deve ser levada a cabo com toda a concentração e noção da sua importância.

"Ser for menina chamar-se-á Engrácia em honra da minha avó materna", diz ele. E ela arregala os olhos. E responde, em jeito de quem já tomou a decisão: "Se for menina, vai-se chamar é Constança, que é um nome chique, da moda, mas a fazer lembrar os tempos dos reis. Vai ajudá-la a tornar-se uma senhora da alta sociedade".
Ele avança, antes que perca terreno: "Então se for rapaz, quero que se chame Bonifácio, tal como o meu pai". Ela nem lhe dá margem para manobras: "Vai ser Afonso, como o primeiro rei de Portugal. Isso augura-lhe um futuro promissor e cheio de sucesso!".

Nem Engrácia, nem Bonifácio, muito menos reis e rainhas. Quem vai acabar por mandar é um qualquer familiar bisbilhoteiro (normalmente uma avó) que vai impingir o seu conselho e bom gosto (!) mediante tamanha chantagem emocional que os pais não vão ter coragem de lhe negar o gosto e acabar por ceder. E a criança acabará com um nome como: Brenda da Conceição, Micaela Patrícia, Flávio António, Carina Rute, Marco Paulo ou Serafim Saudade. E vai ser gozada pelos colegas na escola. E por toda a gente o resto da vida.

Às vezes a coisa corre um bocadinho mal. Outras... corre mesmo mal! Como com este pobre coitado:




Deu para perceber que eu tenho um qualquer problema recalcado com o meu nome e com a escolha do mesmo, não deu? :P 

18 comentários:

  1. Ora atenta no meu terror:

    outro dia, numa conversa sobre filhos, o meu mais-que-tudo disse-me q, na clínica onde ele trabalha, apareceu uma menina com um nome tão giro, o qual ele gostava de dar à nossa filha. Eu com curiosidade a mil fiquei estupefacta qd ele me disse (sério!!!) que era, nada mais, nada menos, do que PETRA VANESSA!
    WTF??!!! LOLOLOL
    PETRA VANESSA???!!!
    Vou pôr ao mundo (daqui a uns largos anos, claro!) uma criança ou uma cantora de música pimba??!!

    A minha vida! Eu e a criança estamos lixadas! lol

    Beijinho,
    AC

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida,

      Petra até é um nome giro e diferente (as poucas que conheço são todas madeirenses, lol), mas o Vanessa é perfeitamente dispensável! Tu tira-me essa ideia da cabeça do teu homem! Urgentemente! :)
      Mas que mania de pôr segundos nomes às crianças...! Só se for mesmo para chamá-los pelos 2 nomes, tipo João Pedro ou Ana Paula. De resto, só ficam lá a figurar no B.I. e os putos passam vergonhas. LOL.

      Beijnhos

      Eliminar
  2. LOOOL ah Carlinhaaa e que trauma que tu tens com o teu né verdade LOL e o pobre do teu irmão que foi em honra do senhor que o pôs no mundo LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entre o meu nome e aquele que era para me ser dado, venha o diabo e escolha! LOL. O nome do meu irmão foi inspirado num escritor açoriano e não no médico obstetra. Embora o nome seja o mesmo, na verdade! ;)

      Eliminar
  3. Pelo que a tua mãe conta era para ser só o nome de nosso senhor LOL mas no dia do parto o senhor seu pai deu o segundo nome em honra do médico LOL então já me tão a contar mal as histórias :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que já não sei nada! Os meus pais e os nomes... :P

      Eliminar
  4. Pois o meu a minha mãe jurara que era um e o meu pai foi registar-me e deu-me outro, os dos filhos escolhi com cuidado a pensar nisso tudo e acho que não correu mal, mas há com cada um que até arrepia, no outro dia no Brasil registaram uma criança como Facebook Son. Do pior mesmo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa do Facebook eu já tinha ouvido! Como é que pode haver pais assim?!
      A história do teu nome é igual à minha! LOL. Matéria para outro post... ;)

      Eliminar
  5. loll. Aposto que o Bonifácio foi inspirado no meu marido:)))
    NFG

    ResponderEliminar
  6. A minha avó queria que eu fosse Engrácia (medoooooo), a minha mãe queria que eu fosse Márcia (no way!), a minha tia queria que eu fosse Rosa (rai's m'a parta)! Graças a Deus, contam os anais da história familiar, que passou uma telenovela onde aparecia uma personagem com o meu nome.A modos que fiquei com o meu nome atual, embora eu dispensasse Maria como segundo nome (na altura era obrigatório segundo nome). Atendendo a que Engrácia esteve quase a ser o meu segundo nome, estou agradecida pela iluminação divina de Maria...Literalmente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Márcia?! Novelas?! LOL. Eu não digo que fomos separadas à nascença?! Daqui a uns posts vais perceber... ;)
      Maria... só podia. Por força tinham que ter um segundo nome e à falta de melhor, lá ia a Maria. Que falta de imaginação, pá! Mas antes Maria que Engrácia! :)

      Eliminar
  7. A minha sorte é que eu já estava registada porque a minha avó paterna queria que eu fosse Maria (dela) e Antónia (do meu avô materno)!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohhh, Mitó é giro! Não ficavas mal servida! :)

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...