terça-feira, 15 de maio de 2012

Mãe, mulher e profissional

Este fim-de-semana pude desempenhar, uma vez mais, um papel parecido àquele que as mães representam. Não se lhe chega aos calcanhares, mas é o mais próximo que, por agora, posso arranjar. ;)

Nem de propósito, hoje à hora de almoço descobri um texto fantástico enquanto vagueava na net. Ao que consta, é um excerto do livro "Não Há Famílias Perfeitas - Mulheres, Mães e Desabafos", de Marta Gaultier (e prefaciado pelo meu rico Professor).




Achei-o tão verdadeiro porque, embora ainda não seja mãe, não posso deixar de me rever naquelas palavras. Prometo tanta coisa a mim mesma, faço planos, monto estratégias e decido como será tudo a partir do momento em que tenha o meu primeiro filho. Verdadeiro e hilariante, portanto. Porque um filho é aquela única coisinha em relação à qual não vale a pena ter ideias fixas, já que nos troca as voltas todas. É uma aventura pelo desconhecido, digo eu... 

Claro que toda esta minha vontade de ser mamã vem acrescida de uma certa dose de insegurança. Não quanto ao bebé em si (eu sou praticamente uma matrona, licenciada em criar rapazes!), mas a tudo o que a sua existência implicará no meu casamento e no meu trabalho. Como é que eu vou conseguir conjugar tudo? Como é que se amamenta e se muda fraldas e se limpa narizes ranhosos e ainda assim se consegue ser sexy para o marido no final do dia? Como é que vou perder noites de sono por causa de um bebé chorão (Deus me proteja e guarde!) e depois conseguir estar "fresca e fofa" às 09h00 da manhã para um julgamento? Já para não falar no facto de que não poderei tirar uma verdadeira licença de maternidade... Contingências de se ser profissional liberal: não trabalha, não ganha. :P 

Mas sabem que mais? Nunca tive medo de desafios. Bring it on!


Juro ter os meus filhos penteados, limpos, bem vestidos, unhas cortadas, vacinas a tempo. 
Juro brincar com eles, ser uma mãe divertida, não andar em cima deles, ter vida própria. 
Juro garantir que aprendem e fazem os trabalhos de casa.
Juro esclarecer dúvidas, nunca ir buscá-los depois das seis, dar recados na escola, receber recados da escola, fazer os poemas que a escola pede, fazer os fatos de Carnaval biodegradáveis que a escola pede, mandar dinheiro para o planetário, falar com os professores, falar com as educadoras, festejar aniversários no dia com bolos sem creme (como a escola pede), festejar outro aniversário, noutro dia animado e divertido, com convites, balões à entrada, chapelinhos, bolos com Smarties.
Juro comprar presentes para colegas aniversariantes, levá-los às festas, esperar duas horas na rua, voltar a buscá-los.

Juro saber lidar com as birras, controlar as birras, inscrevê-los num desporto, acompanhá-los ao desporto, ter um cartão para o desporto, vesti-los para o desporto, ver o desporto, tomar conta do bebé durante o desporto, bater palmas ao desporto, pagar o desporto.
Juro escrever cartas ao Pai Natal, escrevê-las com canetas coloridas, estrelinhas à volta, mascarar-me de Pai Natal, deixar bolachinhas para alimentar o Pai Natal, de manhã limpar as migalhas deixadas pelo Pai Natal.
Juro dar banho e pôr sempre creme, mudar camas encharcadas, esfregar colchões encharcados, deixá-los ao sol, não gritar com crianças que encharcam camas, acordar às sete da manhã aos domingos, ter antiderrapante na banheira, lavar dentes, ensinar a lavar dentes, cortar bifes, ensinar a cortar bifes, tirar cotovelos de cima da mesa, atar sapatos, ensinar a atar sapatos, tirar cebola do arroz, ter babetes impermeáveis, ler histórias, fazer vozes, ensinar músicas, “põe o ovo lá no buraquinho”, explicar as instruções dos jogos, ir aos baloiços, empurrar os baloiços, ensinar a não ter medo dos baloiços, “raspam, raspam, raspam”.
Juro comprar trotinetas, bicicletas com rodas, bicicletas sem rodas, ténis com rodinhas, skates, lanternas, CDs do Panda, Barbies executivas, calças rotas.


Juro dar semanadas, ensinar a gerir, ser justa, transmitir valores, valorizá-los, promover bons sentimentos, alimentar a criatividade, fazer aerossóis, e mais aerossóis, outra vez aerossol, ter Ventilan, conseguir atestado médico para voltarem à escola, evitar o excesso de televisão e chocolates.
Juro não gritar, não lhes bater, não perder a cabeça, ir a sítios giros, estar atenta às companhias, fazer uma alimentação variada, cozer legumes, ensiná-los a gostar de legumes, verificar se puxam o autoclismo, ensinar a limpar o rabo, verificar se o rabo está limpo, ensinar a limpar o pingo, a pôr a tampa para baixo, a assoar.
Juro pôr casacos quentes, gorros, limpar ouvidos, ter os brinquedos arrumados, ter os brinquedos por caixas, ter as caixas por temas, ter os temas actualizados, fazê-los cumprimentar as pessoas, garantir que não gritam, que fazem amigos, pô-los no penico, com amor.

Juro fazer bem o meu trabalho, evoluir profissionalmente, ser humilde, almoçar com colegas, rir com colegas, ter espírito de equipa, ser útil, prestável, ter presença, ter uma presença agradável.
Juro ter a casa arrumada, a cheirar a limpo, aquecida, moderna, com design, velas de cheiro, centro de mesa, plantas, regar as plantas, ter quadros na parede, ter os quadros direitos na parede.
Juro amar a minha casa, aproveitar a minha casa, ter gosto em cozinhar, surpreender, ter pão fresco.

Juro convidar amigos, saber receber, fazer tudo numa hora, quase sem se reparar, aperitivos, Ervas da Provença, chão limpo, cantos limpos, sumos, sobremesas, chocolate quente para pôr em cima, cozinha impecável, abrir o vinho uma hora antes, Nespresso.

Juro ser leve, despachada, não fazer dramas. Juro ter o frigorífico arrumado, sal e abrilhantador, fruta, iogurtes com pedaços, nunca deixar faltar leite, detergente, maçãs.
Juro ter uma boa pessoa a trabalhar lá em casa, que trate bem as crianças, que as lave atrás das orelhas, que passe a ferro num ápice, mal paga, um bom negócio.
Juro ser sexy, gira, estar sempre gira, vestir-me bem, ter um rabo brasileiro, fazer sexo, comprar algemas.
Juro ser companheira do meu marido, ser jovem para o meu marido, ser fresca para o meu marido, seduzir o meu marido, pôr batom para o meu marido, estar sempre pronta, botas leopardo, ter aperitivos para o meu marido, ignorar os seus gritos com os miúdos, ver o canal de notícias.
Juro dançar, pintar as unhas, ter charme, ser fiel, ter o cabelo sedoso, pele brilhante, dentes brancos, comer saladas, beber água, fumar pouco, só para o estilo, conhecer a forma mais moderna de fazer um rabo-de-cavalo, pôr creme nos cotovelos, ter soutiens sem alças, soutiens com as alças juntas para certos tops, soutiens com alças giras quando é para se verem, calças brancas que não sejam transparentes, camisas transparentes que não sejam ordinárias, saias ordinárias que só pareçam modernas.
Juro controlar o humor antes da menstruação, ter classe, viajar, ser uma boa companhia, visitar os meus avós, aprender com eles, levar-lhes os bisnetos, jantar nos meus pais, não me importar que dêem sombrinhas de chocolate ao netos, não me importar que os deixem jantar de prato no colo.
Juro ter tempo, não me queixar, ser divertida, boa amiga, conciliadora, ouvir desabafos, desabafar, chorar só quando é preciso.
Juro não ser parvinha, embirrenta, ciumenta, mole.
Juro ser feliz, ter graça, inovar, sair com amigos, ler, ser culta, esperta, rápida, solidária, bem disposta, optimista, interessante. 


Juro solenemente.

6 comentários:

  1. Adorei :-))))) ehehehehheeh

    Miminho no cantinho :-)
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está mesmo bem escrito! :)
      Vou lá passar, obrigada!
      Bjs

      Eliminar
  2. Também tenho este livro e concordo plenamente contigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas tu já és mamã, Clara. Por isso podes ir dando umas dicas aqui ao pessoal... ;)

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...