sábado, 26 de maio de 2012

Batoteiras

Por causa de Dona CoriscaRuim, resolvi alegrar o meu "dia só para mim" com um belo copo de vinho tinto.
Partilhando-o virtualmente com ela, claro está, que deveria beber um do lado de lá do ecrã.

Fui à procura do vinho. Só garrafas fechadas.
Ela também. Só garrafas fechadas.
Resolvi aldrabar a coisa: estou a beber um Sheridan's on the rocks.
Ela teve a mesma ideia: está munida de champanhe.

Como ela própria diz: que belo par de jarras fomos nós sair...!




12 comentários:

  1. Até vos acompanhava mas só tenho ali tequilla.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai! A ressaca de tequilla é muito, mas muito má! Dont' do it, Mamã Petra!

      Eliminar
  2. Rai's parta, já me lembrei porque é que uso o champanhe para a comida: é bom como o estupor...not!
    Mas não faz mal: ataquei o licor de café
    :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não gosto nada de champanhe e faço dele exactamente a mesma utilização do que tu: para cozinhar. Experimenta fazer risotto com champanhe em vez de vinho branco. Muito bom.
      Licor de café é óptimo. Qualquer licor, na verdade... ;)

      Eliminar
  3. Mamã Petra, uma tequilla marchava agora! Então ao som de Likin park, no Rock in Rio, era um luxo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caraças, que aquilo corrói-nos as entranhas!

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Já estou a pensar no que vou sofrer no México... Na Republica Dominicana davam-nos rum logo às 08h30 da manhã. Desta vez vou levar com tequilla até me sair pelas narinas. :P

      Eliminar
  5. Engraçado também uso o champanhe para o rolo de carne no forno fica maravilhoso. Quem me dera ir esta ano beber tequillas ao México, mas este ano vou para fora cá dentro, ou seja, Serra da Estrela com eles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada que te impeça de beber umas tequillas também! ;)
      Quando beber a primeira para a semana, lembrar-me-ei de ti. :)

      Eliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...